O tráfego aéreo entre zero hora e meio-dia nos aeroportos brasileiros acumularam 43 atrasos, 6,1% dos 710 vôos programados e 59 cancelamentos (8,3%), informou a Infraero.

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, cuja pista principal está fechada para reforma, contabilizou o maior número de atrasos no País: 13 em 101 vôos. Outros quatro vôos foram suspensos.

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, funcionou sem atrasos. Houve apenas seis vôos cancelados. Pela manhã, um balão entrou na rota dos aviões, mas não chegou a atrapalhar as operações, segundo a Infraero.

No Rio de Janeiro, o Aeroporto Antonio Carlos Jobim – Galeão – registrou atrasos em 5 dos 74 vôos programados, além de oito cancelamentos. O mesmo número de suspensões de vôos foi verificado no Aeroporto Santos Dumont, também no Rio, onde não houve atrasos.

Em Brasília, o Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek teve quatro vôos fora do horário previsto e cinco cancelados até às 12 horas, do total de 53 programados.

No Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, de 25 vôos programados, três atrasaram e dois foram cancelados.

Em Curitiba, o Aeroporto Afonso Pena registrou seis cancelamentos e nenhum atraso.