Pelo menos seis onças-pardas morreram atropeladas desde o início deste ano em rodovias do interior de São Paulo. Outras quatro foram socorridas e levadas para unidades de recuperação de animais silvestres. No caso mais recente, no último dia 14, uma onça adulta foi encontrada morta no canteiro central da SP-255, em Bauru, com marcas de atropelamento.

Segundo a Polícia Ambiental, o número pode ser maior, pois alguns felinos morrem nas matas em razão dos ferimentos. Para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, com a redução das matas – seu hábitat natural -, a onça-parda se adaptou aos canaviais, e o que aumentou sua população no Estado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.