Brasília – O Senado realizou, ontem, sessão especial para comemorar o Dia Internacional da Mulher – celebrado em 8 de março -, ocasião em que foram entregues o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz a cinco mulheres que se destacaram na luta pelos direitos femininos e em defesa da cidadania. As premiadas, escolhidas entre 50 candidatas, foram: Ivana Farina Navarrete Pena; Maria Yvone Loureiro Ribeiro, Moema Libera Viezzer, Sueli Batista dos Santos e Beatriz Moreira Costa.

A sessão foi aberta pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, que convidou para compor a mesa a embaixadora da Nicarágua, Suyapa Indiana, representando as embaixadoras presentes ao evento; Aparecida Gonçalves, representando a ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres; e a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), que coordenou os trabalhos e anunciou as premiadas com o Bertha Lutz. Também participou da sessão, entre outras autoridades, o deputado Clodovil Hernandez (PTC-SP).

Em seguida, os participantes, de pé, ouviram o Hino Nacional, os discursos de Renan e de Serys. A senadora passou, então, a anunciar as agraciadas pelo Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz.

Houve uma salva de palmas e uma chuva de pétalas de rosas no Plenário. O Coral do Senado também fez uma apresentação.

?Neste momento, desejamos que todas as mulheres brasileiras se sintam homenageadas na pessoa dessas cinco mulheres?, disse Serys.