Brasília – O Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Distrito Federal (Sindsep-DF) organizou nesta terça-feira (22) uma manifestação na Esplanada dos Ministérios para exigir a manutenção dos acordos firmados pelo governo federal com diversas categorias no ano passado.

Os servidores não descartam a possibilidade de greve geral caso haja descumprimento desses acordos, a maioria sobre planos de cargos e reajustes de salários.

De acordo com o secretário geral do Sindsep-DF, Oton Neves, o governo ?ameaçou por meio da imprensa? não cumprir os acordos firmados com os servidores públicos, devido aos cortes de gastos previstos para este ano por causa do fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

?A perspectiva, se não forem honrados esses compromissos, é que logo após o carnaval teremos uma greve geral dos servidores públicos federais a nível nacional?, declarou Oton Neves.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento, o governo só terá uma posição oficial quanto ao cumprimento do acordo quando forem feitas as adequações necessárias no Orçamento da União.

A presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no DF, Rejane Pitanga, rebateu o argumento do Ministério do Planejamento, afirmando que ?o Orçamento deveria ter arcado com essas previsões, então esperamos que o Ministério do Planejamento cumpra. Acordo é para ser cumprido?.

A presidente da CUT-DF também ressaltou a realização de uma reunião entre o Ministério do Planejamento e a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), amanhã (23), na qual serão discutidas as perspectivas com relação aos compromissos firmados com os servidores públicos.