A revista Veja desta semana traz matéria em que revela que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcante (PP-PE), que renunciou para não ser cassado, está vivendo bem. Na prática, após largar o mandato para fugir da cassação, Severino Cavacanti tornou-se ministro das Cidades do governo do presidente Lula.

É isso mesmo, pelo menos é o que garante a revista: Severino é o ministro das Cidades, um ministro informal, pois seu nome não saiu no Diário Oficial da União, mas mais poderoso que muito ministro formal. No Ministério das Cidades, Severino é tratado pelos funcionários como o que de fato é, ou seja, a maior autoridade do pedaço. Ele despacha rotineiramente no ministério, cujo orçamento para este ano chega a 2,7 bilhões de reais. Usa a garagem e o elevador privativos do ministro e recebe políticos na sala de reunião no 2.º andar, bem ao lado do gabinete do titular oficial da pasta, Marcio Fortes, aquele cujo nome foi publicado no Diário Oficial da União.