O PSOL não conseguiu reabrir, no Supremo Tribunal Federal, representação contra o senador Renan Calheiros, do PMDB-AL. A representação havia sido arquivada em dezembro pelo presidente da Comissão de Ética do Senado, Leomar Quintanilha (PMDB-TO). O PSOL acusava Renan de participar de esquema de propina em ministérios do PMDB. Para o STF, o caso se ?encerra na competência? do Senado.