O jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves, condenado por matar a ex-namorada, a também jornalista Sandra Gomide, vai continuar em liberdade, segundo decisão de ontem da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os advogados do réu estão recorrendo da condenação de 18 anos de prisão. Com a decisão de ontem, o STJ admite que ele recorra em liberdade. Pimenta Neves foi condenado, em maio de 2006. O crime aconteceu em 20 de agosto de 2000, em um haras na cidade de Ibiúna, interior de São Paulo.