São Paulo – Misael Mendonça Cabral, de 29 anos, e Daniel Correia, de 26, os dois surfistas brasileiros presos dia 26 no Aeroporto de Miami, nos Estados Unidos, após brincarem que carregavam uma bomba na mala, vão responder ao processo em prisão domiciliar. Informou ontem cônsul-geral do Brasil em Miami, João Almino. Ontem eles participaram de audiência com um juiz americano que aceitou o argumento da defesa de que o risco de fuga não existia pois a mãe de Daniel, Hilda, que vive na Flórida, responsabilizou-se pelos dois e o caso está sendo acompanhado pelo governo brasileiro. A expectativa era que eles deixassem ainda ontem Federal Detention Center. “Eles estavam muito apreensivos quando os visitei na prisão, mas ontem se mostraram esperançosos”, disse o cônsul-geral. Caso fujam ou descumpram determinações, cada um pagará multa de US$ 200 mil.