Um homem de 34 anos suspeito de praticar 40 estupros no Estado do Rio de Janeiro se entregou na manhã de ontem, mas teve de ser liberado pela polícia porque a Lei Eleitoral proíbe prisões em casos sem flagrante antes das eleições.

O suspeito se apresentou na parte da manhã na 37º Delegacia de Policia, na Ilha do Governador. Ele teria praticado os crimes na região da Ilha do Governador e em Itaboraí. As vítimas são mulheres solteiras e que moram sozinhas. Após vigiar as mulheres por um período, ele invadia a casa delas à noite e fazia ameaças.