As 11 pistolas calibre ponto 40 extraviadas pela TAM, que pertencem a Policiais Militares amazonenses que atuaram junto à Força Nacional, na segurança dos Jogos Pan-Americanos, foram encontradas pela empresa após três dias desaparecidas. As armas haviam sumido do vôo 3750, na madrugada da última sexta-feira, quando os soldados retornavam do Rio de Janeiro para Manaus. Os PMs chegaram a denunciar o extravio das armas à Polícia Civil do Amazonas e um Inquérito Policial Militar foi aberto.

O comandante da PM no Estado, coronel Wilson Martins, havia destacado um oficial para acompanhar o caso diretamente na TAM. "Mesmo que a TAM não consiga encontrar as armas, terá que nos indenizar", disse Martins, antes de saber do encontro das armas. De acordo com a assessoria de comunicação da TAM, por um equívoco do setor de despacho da empresa em Guarulhos, as armas transportadas no vôo 3750 foram retidas em Guarulhos e depois retornaram para o Galeão, no Rio no Janeiro. "A TAM informa que as 11 pistolas despachadas no aeroporto Tom Jobim, no Rio, no vôo JJ 3557 da última quinta-feira, serão encaminhadas para Manaus ainda nesta segunda-feira (6) e estarão à disposição dos responsáveis amanhã", comunicou a assessoria da empresa.