A TAM, que havia informado a suspensão de vendas de passagens até quinta-feira para vôos com partida em Congonhas, estendeu até domingo este prazo. Em seu site, a companhia aérea informou estar cumprindo a portaria 805 da Agência Nacional de Avião Civil (Anac) e creditou os transtornos às condições climáticas. "O objetivo é reacomodar os passageiros que tiveram seus vôos cancelados nos dias 23, 24 e 25, devido às condições meteorológicas adversas neste aeroporto", diz a nota.

Os passageiros com vôos marcados até o dia 30 de julho poderão remarcar passagens com isenção da taxa administrativa e diferença tarifária pela Central de Atendimento (4002-5700, nas capitais e principais cidades brasileiras, ou 0800-5705700 nas demais cidades). Também no site da empresa, a TAM comunica que providenciará, no aeroporto de Londrina, no interior do Paraná, a substituição do capô da turbina do Airbus A320 que apresentou defeito ontem, durante vôo de Guarulhos para Curitiba.

"O defeito na peça foi detectado após o vôo JJ 3331 do dia 23/7, com 148 passageiros, que decolou de Guarulhos às 21h09 e pousou em Londrina às 22h17 em função do fechamento do Aeroporto de Curitiba – PR por más condições meteorológicas. A TAM não programou novo vôo para esta aeronave e os passageiros foram embarcados de ônibus para Curitiba", diz a empresa.