Após sete anos em queda, o índice de fecundidade das famílias brasileiras, que mede a proporção de filhos por família, voltou a crescer em 2009. É que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2009, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o instituto, o índice de fecundidade subiu de 1,89 filho por família para 1,94, de 2008 para 2009. Em série histórica fornecida pelo instituto, é possível perceber que a média de filhos por família foi de 2,33 em 2001, tendo recuado sucessivamente nos anos seguintes: de 2,26 filhos em 2002; de 2,14 filhos em 2003; de 2,13 filhos em 2004; de 2,06 filhos em 2005; de 1,99 filho em 2006, e de 1,95 filho em 2007.

A PNAD também revelou a continuidade da tendência de envelhecimento da população brasileira. Numa população estimada em 191,8 milhões de pessoas, na faixa etária de 0 a 24 anos houve redução de 642 mil pessoas de 2008 para 2009 – de 25 a 59 anos, o aumento no contingente foi de 1,8 milhão de pessoas. Já na população de 60 anos de idade ou mais, o acréscimo de pessoas foi de 697 mil.