O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, defendeu nesta terça-feira (22) normas mais rígidas para concessão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). "Muitas pessoas não têm condições nem mesmo de dirigir patinete." Entre as medidas estaria uma melhor avaliação das condições psicológicas do motorista. Ele também diz ser favorável à ampliação das penas de multa para motoristas reincidentes, equivalente ao valor do carro, como está em estudo no Ministério da Justiça.

"Tudo o que fizer o motorista ser mais responsável, eu defendo." Nesta terça-feira, uma pesquisa preliminar do Ministério da Saúde revelou que todos os dias transitam nas ruas das capitais brasileiras 150 mil motoristas embriagados.

O ministro reconheceu que as duas medidas anunciadas ontem pelo governo para reduzir o consumo excessivo de álcool dependem de apoio da população. Uma Medida Provisória proíbe a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias federais. O governo também enviou ao Congresso um projeto de lei alterando a classificação de bebidas alcoólicas para efeito de propaganda. "Estas são as minhas prioridades para 2008. Vou trabalhar no Congresso para aprovação das duas propostas.