O prefeito Fernando Haddad sancionou quinta-feira (28) a Lei 16.211, que permite a concessão de terminais de ônibus da capital a empresas privadas. O objetivo é ampliar a qualidade dos serviços prestados e reduzir o custo de administração.

Os parceiros privados serão escolhidos por licitação e ficarão responsáveis pela administração e manutenção dos equipamentos. A Secretaria Municipal de Transportes é quem vai licitar e fiscalizar as concessões, que terão no máximo 30 anos de duração. No sistema paulistano existem hoje 29 terminais de ônibus.

De acordo com o prefeito, já há interesse nos mais centrais, que atraem mais público, incluindo Parque D. Pedro, Bandeira e Princesa Isabel. A remuneração será garantida pela exploração de estabelecimentos comerciais e de publicidade. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.