Rio de Janeiro – Na noite da última segunda-feira (9), cinco dos seis juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) votaram pela cassação do mandato do deputado federal Geraldo Pudim (PMDB), e pela inelegibilidade dos ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho, e do ex-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem, Henrique Alberto dos Santos Ribeiro por três anos. Os quatro também, poderão receber ser multa de cerca de R$ 100 mil.

A decisão final do julgamento só será anunciada na próxima quinta-feira (12), porque um dos juízes, desembargador Rudi Loewenkron, pediu vistas do processo.

O relator do processo, juiz Marcio Mendes Costa, considerou ilegal uma reunião política em Sapucaia (RJ), da qual os quatro teriam participado no dia 12 de setembro do ano passado. No encontro, teria havido barganha de votos. O ex-governador Garotinho teria prometido asfaltar ruas do município em troca de apoio para o então candidato Geraldo Pudim.

Procurado em seu gabinete, o deputado federal Geraldo Pudim informou que só irá se pronunciar quando sair a decisão final do TRE.

Em sua página na internet, Anthony Garotinho informa que ele e Rosinha Garotinho vão recorrer da decisão, por considerarem que ?são alvo de injustiça e perseguição por parte do TRE?.

As obras realizadas em Sapucaia, segundo Garotinho, foram feitas para o povo e não têm caráter eleitoral.