Brasília – O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), líder da oposição no Senado, vai defender o ministro da Fazenda, Antônio Palocci Filho, contra o líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP). “Estou tirando um dia de oposição para defender o ministo. Eles (o governo) não se entendem e eu fico desnecessário. Eles fazem oposição melhor do que eu”, ironiza. Mercadante apenas estará no Plenário para responder a Virgílio na segunda-feira. Mas o senador diz que começaria a falar ontem e continua a falar na semana que vem. Virgílio defenderá Palocci na defesa da política de metas de inflação. Algumas lideranças do PT, como Mercadante, e ministros do governo, como Ciro Gomes, defendem uma flexibilização dessa política para induzir o crescimento econômico. “O presidente Lula não vai terminar o governo com a ministra Marina Silva (Meio Ambiente) e o ministro Luiz Fernando Furlan (Desenvolvimento), com o ministro Miguel Rosseto (Desenvolvimento Agrário) e o ministro Roberto Rodrigues (Agricultura). A ambigüidade vai custar muito caro a ele”, afirma. Segundo o senador, Lula é refém das promessas mirabolantes que deram a ele os votos que não tinha.