O embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Seixas da Costa, disse nesta terça-feira (19) que o País receberá no dia 4 de julho a proposta para se tornar interlocutor privilegiado da União Européia (UE). Segundo ele, a iniciativa de incluir o Brasil no grupo especial de diálogo com os europeus partiu de Portugal, que passa a ocupar a presidência rotativa da UE em julho. Hoje, os interlocutores privilegiados da UE são Estados Unidos, Canadá, Japão, Rússia, China e Índia.

De acordo com Seixas da Costa, a proposta para inclusão do Brasil no grupo já foi definida pelos europeus e inclui ações nas áreas ambiental, de direitos humanos, política de cooperação de energia, política industrial, questões tributárias e agenda do Mercosul, além de ações nas áreas de transportes aéreo e marítimo e imigração.

Para se tornar um interlocutor privilegiado, o Brasil avaliará a proposta de 20 pontos feita pela UE e fará as contrapropostas que julgar necessárias, dentro de uma negociação prevista para durar um ano. Depois dos ajustes, o País passará a fazer parte do grupo especial.

Os presidentes de cada um dos países privilegiados, além de maior diálogo com os europeus, têm também reuniões de cúpula anual com as lideranças da UE. Segundo o embaixador, um dos focos de interesse da UE no Brasil é a formação de parcerias para o desenvolvimento de energias alternativas.

Em julho, a UE realiza uma conferência internacional sobre o tema, e o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, está entre os principais convidados para falar. Seixas da Costa participou do Fórum Portugal 2007, realizado hoje em São Paulo.