Brasília – O brasileiro gasta, em média, 40 litros de água a mais que o total de 110 litros per capita recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Neste sábado (22), Dia Mundial da Água, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto Socioambiental (ISA) sugerem algumas mudanças de hábito para reduzir o desperdício no uso doméstico. 

?É importante trabalhar com a consciência de que estamos lidando com um recurso que é finito, cada vez mais escasso e que passa por uma série de processos até chegar a nossa casa. A conservação é responsabilidade de todos: seja da concessionária de saneamento, diminuindo as perdas; sejam dos prefeitos evitando a degradação de mananciais; seja do consumidor final evitando o desperdício e o uso desnecessário?, lista uma das coordenadoras do ISA Marussia Whately.

A agência e o instituto têm campanhas específicas sobre conservação dos recursos hídricos.

Confira algumas medidas para evitar o desperdício:

* Reduzir em cinco minutos o tempo de uso do chuveiro elétrico. A economia pode chegar a 48 litros de água por banho;

* Trocar bacias sanitárias por modelos mais eficientes para evitar vazamentos;

* Instalar medição individualizada em cada apartamento, no caso de edifícios residenciais;

* Reutilizar a água do último enxágüe da máquina de lavar para a limpeza doméstica e para dar descarga nos banheiros, por exemplo;

* Instalar equipamentos poupadores, como torneiras que regulam a vazão e evitam o desperdício.