Mobilizados em todo o Brasil por meio das redes sociais, manifestantes têm saído às ruas nas principais capitais e reivindicado, entre outras causas, a redução no valor das passagens do transporte coletivo. Os chamados na internet clamavam por uma paralização em todo o país e chegou a contar com o apoio de famosos como a atriz Thammy Miranda e do guitarrista do grupo Rage Against the Machine, Tom Morello, que se mostraram favoráveis à onda de protestos.

Acompanhe pelo Paraná Online como estão ocorrendo as manifestações nas principais cidades.

São Paulo

Na capital paulista, o cálculo é que mais de 65 mil pessoas, segundo o Instituto Datafolha estejam participando do protesto. Segundo informações da CET, em São Paulo, há mais de 135 km de lentidão em toda a cidade por conta da movimentação nas regiões centrais paulistanas. Alguns setores, como a Marginal Pinheiros, estão totalmente paralisados.

Cerca de 15 ônibus estão parados na Avenida Rebouças, graças ao grande número de pessoas na pista, gerando mais de 3 km de lentidão na via.

Rio de Janeiro

No Rio, as escadarias do Theatro Municipal, o entorno da Biblioteca Nacional e as redondezas Câmara dos Vereadores já foram ocupadas por 100 mil manifestantes. Em alguns pontos, é possível ver pessoas em cima de postos com cartazes e gritando palavras de ordem e entendo “o Brasil acordou”. Por enquanto, o protesto acontece de forma pacífica e nenhum ato violento foi registrado pela polícia.

Belo Horizonte

Os manifestantes mineiros também entraram em confronto com a polícia em ato que começou às 13h e já conta com mais de 20 mil pessoas. Pouco depois das 17h, o efetivo policial utilizou bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio para dispersar a multidão. Essa atitude causou revolta nos participantes.

Porto Alegre

Cerca de 3 mil gaúchos estão nas ruas de Porto Alegre em apoio ao movimento que toma todo o Brasil. Há previsão de ato similar na região metropolitana também. Os participantes também se colocam contra a PEC-37 e a realização da Copa do Mundo de Futebol . De acordo com informações, 180 policiais estão no local para fazer a segurança.

Salvador

Milhares de baianos tomaram as ruas da capital com cartazes e faixas pedido que seja aprovado o “passe-livre” para estudantes, além da redução do valor da passagem. Entre as frases mais criativas da mobilização está: “abaixa a tarifa e manda a conta pra Fifa”. O grupo se concentrou na Praça Newton Rique e seguiu pela Avenida ACM.

Fortaleza

Em Fortaleza, o movimento se coloca, principalmente, em apoio aos feridos nos protestos de São Paulo. O grupo é formado majoritariamente por estudantes e professores e começou a se mobilizar por volta das 16h desta segunda-feira (17). No total, há 300 pessoas no ato.

Maceió

Com o reajuste da tarifa do transporte de R$ 2,30 para R$ 2,85, cerca de 2 mil pessoas se mobilizam em Maceió. Na capital de Alagoas, alguns motoristas de ônibus apoiam a iniciativa, pois consideram o aumento abusivo. Por lá, houve negociação entre os manifestantes e a PM para mudança do trajeto.

Belém

A movimentação começou por volta das 18h e já reúne mais de 600 pessoas em frente ao Mercado de São Brás. Entretanto, os manifestantes pedem mais que a redução da tarifa e colocam problemas pontuais em pauta também. A principal reinvindicação é melhorar a qualidade de vida da população.

Vitória

Na capital do Espírito Santo, mais de 300 mil pessoas se mobilizaram em frente à Universidade Federal e seguindo em direção à Terceira Ponte, ,que liga Vitória à Vila Velha. Por lá, os organizadores chocaram em pauta a criminalização dos movimentos sociais, a corrupção, além da tarifa zero para estudantes e a redução da passagem ao cidadão.