Brasília – O governo pretende nos próximos cinco anos realizar uma obra que há muito é tema de debate no país: a transposição das águas do Rio São Francisco para o semi-árido setentrional, o chamado “coração da seca”. À frente da empreitada, há três meses, está o vice-presidente José Alencar, que comanda um grupo de trabalho composto cinco ministérios. Segundo Alencar, a realização do programa é um desejo do presidente Lula. Estima-se que para a revitalização e transposição das águas do Velho Chico será preciso US$ 6,5 bilhões.