A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga o colapso no setor aéreo do País marcou para esta quinta-feira um depoimento do vice-presidente de Segurança da empresa Airbus, Yannick Malinge. A Airbus é a fabricante do avião que explodiu no dia 17 de julho ao tentar pousar no Aeroporto de Congonhas, em acidente que matou 199 pessoas.

Para amanhã, a CPI marcou sessão administrativa em que votará requerimentos, como o de convocação de Denise Abreu, diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Discutirão também uma possível acareação dela com o brigadeiro José Carlos Pereira, ex-presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Ele a acusou de fazer lobby a favor de Carlos Alberto Campos, dono da Terminais Aduaneiros do Brasil (Tead) no Aeroporto de Ribeirão Preto e amigo da diretora.