O ex-jogador e membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ronaldo, foi muito criticado após ser republicada na internet uma entrevista que ele concedeu em 2011 sobre a divisão dos recursos direcionados para a organização da competição.

A polêmica foi quando Ronaldo disse que “não se faz Copa do Mundo com hospital” e defendeu a construção dos estádios que serão palco do importante torneio que será realizado no País no próximo ano. Na quarta-feira (19), o ex-jogador respondeu as críticas e disse que o vídeo foi usado de forma “muito tendenciosa” na versão que foi propagada na internet.

“Um pessoal postou um vídeo editado com declarações minhas sobre a Copa de dois anos atrás. Posso de fato não ter me expressado tão bem e a edição que eu vi na internet é bastante tendenciosa. Era outro contexto. Não é justo usar como se fosse dito essa semana”, escreveu Ronaldo por meio de sua página no Twitter.

Resposta

No mesmo dia, um morador do Rio de Janeiro, que tem uma filha com deficiência, postou na internet uma resposta a Ronaldo que se espalhou rapidamente pelas redes sociais. No vídeo, ele diz que não pode se calar enquanto o dinheiro público é destinado a estádios. “Minha filha foi mutilada, o processo abafado e agora ainda querem tirar a pensão dela. Política ou covardia? Disso talvez você não sabia, né Ronaldo? Mude seu discurso. Me ajude a divulgar, me ajude a lutar pela saúde”, escreveu o pai de família.

Confira o vídeo

O Paraná Online quer saber a sua opinião. Clique aqui e utilize o nosso espaço para se manifestar sobre os protestos.