A Vigilância Sanitária interditou um lote com 770 litros em caixas longa-vida do leite integral da marca Centenário que seriam vendidas em um supermercado de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. As caixas estavam no armazém do supermercado Laranjão, no jardim Urano, zona da Sul da cidade. Exames das amostras constataram a presença de sódio e sacarose na composição do leite, substâncias proibidas pela legislação brasileira. De acordo com Neli Drovetto, chefe do serviço de vigilância de Rio Preto, o laticínio responsável tem dez dias para pedir contraprova e poderá ser multado em R$ 1,5 milhão.

Segundo Neli, os 770 litros ficarão interditados, sendo proibida sua comercialização, até sair o resultado da contraprova. Caso seja confirmada a presença das duas substâncias, o leite será inutilizado. A vigilância recomenda aos consumidores que tiverem comprado leite do lote interditado que façam a devolução do produto ao supermercado. Entre ontem e esta terça-feira (13), a vigilância fiscalizou 25 pontos de venda na cidade.