Brasília – O engenheiro Márcio Zimmermann será o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia (MME), anunciou nesta sexta-feira (18) o líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO). A informação é confirmada pela assessoria de imprensa do órgão.

Natural de Santa Catarina, funcionário de carreira da Eletrosul, Márcio Zimmermann ocupa desde janeiro de 2005 a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME.

Segundo Raupp, a informação foi confirmada a ele em conversou pela manhã com o senador Edison Lobão, que assume a pasta na segunda-feira (21).

O líder peemedebista disse, ainda, que José Antônio Corrêa Coimbra será mantido na chefia de gabinete do ministério. Essa informação não foi confirmada pela assessoria.

Raupp afirmou que as mudanças nas diretorias de estatais ligadas ao setor energético ficarão "para um segundo momento". No caso de nomes novos, que não foram ainda negociados com a Presidência da República, o líder do PMDB avaliou que eventuais nomeações devem demorar de 30 a 60 dias. Ele citou, como exemplos, cargos na Petrobras, Eletrobrás, Furnas, Eletronorte e Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

O parlamentar destacou que as nomeações devem ocorrer, principalmente, no caso de diretorias que estão sob comando interino ou cargos que estão sendo acumulados pela mesma pessoa. "Existem muitos diretores interinos e outros acumulando duas diretorias. Na Eletrobrás, por exemplo, o Valter Cardial acumula a Presidência e a Diretoria de Engenharia", disse.

Situação semelhante, segundo o senador, acontece na Eletronorte. Ele ressaltou, no entanto, que todas essas nomeações terão que ser negociadas com o Palácio do Planalto: "O presidente Lula não queria entrar nesta discussão sem antes definir o nome do ministro [de Minas e Energia]?.