A Caixa Econômica Federal (CEF) retoma, no dia 3 de dezembro, os leilões do penhor de jóias, depois de sete meses de inatividade nessa área. De acordo com informação da assessoria de imprensa da Caixa, serão ofertados 64 mil lotes de jóias, que correspondem a contratos de penhor não resgatados pelos clientes e vencidos até o dia 18 de outubro passado. O valor dos lotes alcança R$ 37 milhões.

Segundo explicou a assessoria, o sistema de leilões foi remodelado durante esses sete meses e passa a contar, a partir do dia 30 de novembro, com acesso ao edital e catálogos descritivos das peças pela internet, no endereço eletrônico da Caixa (www.caixa.gov.br).

As jóias serão leiloadas no edifício sede da instituição, no centro do Rio, e poderão ser vistas pelos interessados nos dias 1º e 2 de dezembro no mesmo local. O resultado do pregão será divulgado no dia 5 do mesmo mês. A assessoria lembrou que os titulares dos contratos incluídos no leilão poderão regularizar sua situação em qualquer agência da CEF até o dia 2. Os contratos que forem regularizados serão retirados do leilão.

O sistema de penhor de jóias foi instituído pela Caixa em 1861. Ele movimentou, somente este ano, R$ 3,68 bilhões, apresentando incremento de 12% em relação ao mesmo período de 2004. Ainda este ano, a Caixa pretende realizar novos leilões de jóias em outros estados brasileiros, informou a assessoria.