O governador Roberto Requião e o secretário de Estado do Turismo, Celso de Souza Caron, assinaram nesta quinta-feira, no Palácio Iguaçu, um protocolo de intenções com a Caixa Econômica Federal, com a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-PR) e com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Curitiba (Sindotel) para divulgar as novas linhas de financiamento e programas de crédito que irão fomentar o turismo em todo o Estado. “A Caixa tem sido uma grande parceira do Paraná”, enalteceu o governador.

Serão destinados neste ano ao Paraná, pela Caixa Econômica Federal, R$ 32 milhões. Este montante, segundo o vice-presidente da Caixa, Fábio Lenza, pode ser ampliado se a demanda estimada pelo banco superar as expectativas. “A Caixa cumpre o seu papel, que é o de apoiar o desenvolvimento do país, com ações como esta, que visam o fomento do setor turístico”, afirmou.

As linhas de financiamento poderão ser solicitadas tanto por pessoa jurídica quanto pessoa física, com taxas e prazos mais interessantes do que os praticados no mercado Elas serão destinadas para a criação, reforma e ampliação de empreendimentos turísticos, para a aquisição de terrenos para a construção de equipamentos turísticos, para o fornecimento de capital de giro, e também para a aquisição de pacotes turísticos ou para a obtenção de recursos para a realização de viagens.

Balanço

No ano passado, segundo dados da Secretaria do Turismo, circularam pelo Paraná seis milhões de turistas, 48% oriundos do próprio Estado, 32% de outras localidades do Brasil e 20% do exterior. Esse movimento gerou uma receita de mais de US$ 1 bilhão. “Investir na ‘indústria’ do turismo no nosso Estado representa uma série de benefícios para a economia, ampliando a qualidade de vida local e proporcionando arrecadação de impostos e taxas que podem ser destinados às áreas sociais”, disse Caron.

O Paraná tem 518 hotéis, 974 agências e 123 operadoras de turismo cadastradas na Paraná Turismo/Ministério do Turismo, de acordo com dados de abril deste ano. Também estão cadastradas 80 empresas organizadoras e prestadoras de serviços, que trabalham na área de congressos e convenções.