Sem a presença da oposição no plenário, o governo conseguiu aprovar na Câmara requerimento que, na prática, impede a instalação da CPI do apagão aéreo. Os governistas aprovaram um requerimento que suspende a CPI até que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) decida se ela poderá ou não ser criada. Em protesto, O PFL, PSDB e PPS não participaram da votação e saíram do plenário. O placar da votação registrou 261 votos a favor do requerimento, 46 votos contra e 7 abstenções.

O líder do PFL, Ônix Lorenzoni (RS), disse que a oposição vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a instalação da CPI, assim como aconteceu com a CPI dos Bingos no Senado.

Lorenzoni também afirmou que há a alternativa de recolherem assinaturas para uma CPI mista composta por deputados e senadores. O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, afirmou que vai cobrar da CCJ que decida a questão no prazo regimental de três sessões.