Brasília – A Mesa da Câmara decidiu, há pouco, por unanimidade, arquivar processo contra o deputado João Hermann (PDT-SP), acusado de receber pagamentos regulares da empresa de transporte aéreo Beta, suspeita de contratos ilegais e licitações fraudulentas com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Hermann conseguiu provar à Mesa que tem relações pessoais com um sócio da Beta, mas que jamais teve envolvimento nos negócios suspeitos da empresa. A Mesa Diretora aprovou o relatório do corregedor da Câmara, deputado Ciro Nogueira (PP-PI), que recomendou o arquivamento do processo.