A Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Câmara dos Deputados realiza a partir de hoje (12), até o final de junho, várias audiências públicas para discutir a qualidade da telefonia móvel no país. Para o presidente da comissão, deputado Luiz Antônio Fleury Filho (PTB-SP), a qualidade não acompanhou o crescimento das operadoras de celulares. "Existe uma verdadeira guerra entre elas. O mercado se expandiu, mas a qualidade dos serviços piorou muito, principalmente na questão do atendimento."

Mais de 24 mil reclamações foram feitas à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apenas no mês abril. A Brasil Telecom lidera o ranking, seguida da Claro, TIM, OI Celular, Triângulo Celular, Vivo, Telemig, Amazônia Celular e Sercomtel Celular. O Brasil tem mais de 68 milhões de celulares.

Um projeto de lei aprovado na CDC em abril passado põe fim ao prazo de validade dos cartões pré-pagos. As operadoras estabelecem um limite, de 90 dias em média, para que os usuários utilizem os créditos comprados. Os consumidores que não gastam os minutos pré-pagos nesse prazo e não compram novos perdem o direito de fazer ligações ao fim desse período.

O projeto tembém foi aprovado pela Comissão de Ciências, Tecnologia, Comunicação e Informática, faltando apenas passar pela Comissão de Constituição e Justiça.