A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema), por intermédio de técnicos do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), acompanhou hoje os trabalhos na área atingida pelo vazamento de cerca de 16 mil litros de ácido fosfórico, na curva da Santa, BR-376, quilômetro 671, próximo a Garuva.

O acidente ocorreu por volta das 9h30 e foi provocado pelo tombamento de um caminhão da Transportadora Simonetti, que trafegava no sentido Curitiba-Joinville, provocando a interdição das pistas nos dois sentidos da BR-376. Todo o conteúdo da carga vazou.

O ácido fosfórico caiu numa vala e atingiu o Rio da Santa, afluente do Rio São João, que desce a Serra e passa por Garuva, desaguando na baía de Guaratuba. Por ser um produto incolor, não foi possível avaliar visualmente qual a extensão percorrida pelo ácido.

O vazamento não compromete o abastecimento da região porque a captação não é feita naqueles rios. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)