Mais cinco entidades receberam, nesta segunda-feira, agasalhos, cobertores, calçados e biscoitos da Nestlé, repassados diretamente pela presidente do Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), Fernanda Richa.

Com esses repasses, encerra-se oficialmente a Campanha do Agasalho 2005 ?Doe Calor?, que durou cerca de dois meses e contabilizou recolhimento de mais de 100 mil peças, para 159 entidades cadastradas nos programas sociais da Prefeitura.

Idealizada pelo Instituto Pró-Cidadania de Curitiba, em parceria com a Fundação de Ação Social (FAS) e o Instituto RPC Comunicação e Responsabilidade, a campanha já repassou mais de 70 mil peças, sendo que o restante ainda está em fase de triagem no Disque-Solidariedade. Segundo Fernanda Richa, o volume de doações foi possível graças à mobilização de quase cem parceiros, que disponibilizaram cerca de 200 pontos de coleta na cidade.

"A entrega aos representantes das famílias cadastradas é uma forma de retribuir a atenção dos curitibanos que atenderam prontamente ao apelo do Instituto e doaram as peças, que são encaminhadas para os que mais precisam", afirmou Fernanda, em visita a sede das entidades.

"Foi emocionante ver a generosidade da população e empresários. Mas as doações podem e devem continuar, pois há uma demanda permanente que nos faz trabalhar para auxiliar as famílias que estão em situação de risco e que necessitam diretamente da solidariedade de todos os setores da sociedade", afirmou Fernanda.

Na manhã desta segunda-feira, Fernanda esteve na Cidade Industrial de Curitiba visitando a Associação de Moradores Vila Sete de Setembro e no bairro Pinheirinho. Foram repassadas doações para famílias cadastradas junto à Associação de Moradores do Conjunto Saquarema, Jardim Vovó Luiza e Arco-Íris.

À tarde, a presidente do IPCC se encontrou com participantes do Clube de Mães do Centro Espírita Ildefonso Corrêa, no Batel; do Centro Adventista de Desenvolvimento Comunitário, do Boqueirão, e da Associação de Moradores Recanto Feliz, na Regional do Bairro Novo.

O IPCC repassou para cada entidade dez lotes de roupas, 13 cobertores, cerca de 30 calçados, duas caixas de biscoitos recheados doados pela Nestlé Alimentos e uma caixa de luvas de lã, com cerca de 120 pares.

Na semana passada, Fernanda Richa já tinha visitado mais quatro entidades nos bairros Cajuru, Boa Vista, Santa Felicidade e Portão. Segundo o vice-presidente do Instituto, Silas Barbosa e Silva, "os repasses cumprem um desejo da presidente do IPCC de querer estar perto da população e administrar as necessidades de forma transparente e correta".

Além de atender as famílias que sofrem com o frio e a chuva, doando agasalhos, o IPCC também administra o Programa de Atendimento Familiar (PAF) que fornece alimentos, material de construção, móveis e colchões, fraldas infantil e geriátrica, cadeira de rodas, entre outros itens.

Enquanto são atendidas em suas necessidades urgentes, estas famílias são cadastradas em programas de capacitação profissional e geração de renda, além de serem incluídos em diversos programas mantidos pelo município. Até o início de Setembro, a relação das entidades beneficiadas estará à disposição no site do Instituto, www.ipcc.org.br.