No último dia 2 de novembro, acabou o prazo para prestação de contas dos candidatos que participaram do primeiro turno das eleições municipais de 2004. Não houve qualquer tipo de prorrogação, mesmo que informal, no prazo determinado pela Lei Eleitoral. Agora, chegou a vez dos 172 candidatos a prefeitos e vice-prefeitos que disputaram o segundo turno em 43 cidades com mais de 200 mil eleitores. Até o dia 30 de novembro, todos os candidatos – eleitos ou não – e os comitês financeiros dos partidos políticos que participaram do segundo turno deverão prestar contas da arrecadação e dos gastos realizados durante a campanha eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adverte que o candidato que não prestar contas ficará impedido de receber a certidão de quitação eleitoral e não poderá participar das próximas eleições. No dia 30 também termina o prazo para que candidatos, partidos e coligações retirem toda a propaganda eleitoral utilizada no segundo turno, como outdoor, faixas e cartazes, com a restauração do bem em que foi afixada, se for o caso.