Brasília – O deputado Pedro Canedo (PP-GO) chegou há pouco ao Conselho de Ética garantindo que vai votar pela cassação do deputado Roberto Brant (PFL-MG), acompanhando voto do relator do processo, Nelson Trad (PMDB-MS). Canedo não compareceu à primeira parte da sessão, marcada para votar o parecer de Trad porque, ao comunicar ao PP que votaria pela cassação, foi orientado pelo partido a aguardar uma orientação da direção

Trad denunciou que Canedo estava sendo pressionado e pediu a suspensão da sessão. "O partido me disse, agora há pouco para eu votar com a minha consciência", afirmou Canedo, ao chegar ao Conselho. Ele disse que seguiu orientação do presidente do PP, deputado Pedro Corrêa (PE), que está sendo processado no Conselho de Ética e terá relatório pela cassação de seu mandato votado na próxima terça-feira.

A sessão está suspensa porque começou a ordem do dia no plenário da Câmara e será retomada às 15 horas.