Antonio Scorza/AFP

Seis amigos de Vitória, capital do Espírito Santo, que realizam o sonho de infância de assistir juntos a uma Copa do Mundo tentaram neste domingo, em vão, se aproximar da seleção brasileira em Johannesburgo.

O grupo, que se autodenomina Torcida Golaço, visitou na tarde deste domingo o Randpark Golf Club, que fica ao lado do Hotel Fairway, a concentração da equipe comandada por Dunga para o Mundial.

Mas como nem a imprensa poderá acompanhar o treino desta noite na Randburg High School, que fica a três quilômetros do clube de golfe, os torcedores puderam apenas conhecer um pouco do local que recebe a seleção que vai buscar o hexacampeonato.

Mesmo sem chegar perto dos jogadores, a animação do grupo, que exibia uma réplica da taça Fifa, não diminuiu nem um pouco.

O advogado Rodrigo Braga, de 34 anos, contou à AFP que o grupo pagou do próprio bolso pela viagem e que a ideia é acompanhar a seleção brasileira em todos os jogos, independente da cidade.

¨O objetivo é torcer pela seleção e conhecer a África do Sul¨, afirma ele, que também acompanhou o Brasil de perto na Copa da Alemanha em 2006.

O empresário Pablo Furieri, 34 anos, que está pela primeira vez em um Mundial, também não esconde a alegria.

¨É minha primeira Copa. Um sonho de criança sendo realizado, torcer para o Brasil ser campeão¨, conta.

Ambos também demonstram confiança no time de Dunga na luta pelo hexa.

¨Pior é que estou animado. Até gosto do time com três volantes¨, declara, meio sério e meio de brincadeira, Rodrigo.

¨Tem que estar animado né. Viajei tantos quilômetros para ver o Brasil¨, completa Pablo.

O grupo de amigos, que inclui três flamenguistas, dois botafoguenses e um vascaíno, é completado por Márcio, Dedeco, Henrique e Zé Antonio, como eles se identificam.

Os seis alugaram um carro e pretendem viajar por todo o país assim, com o auxílio fundamental do ´santo´ GPS, como todo o grupo chama o equipamento que possibilita as viagens pela estrada em um país com mão inglesa e volante do lado direito do veículo.