O Ministério da Cultura anunciou nesta terça-feira que o longa-metragem “Carandiru”, de Hector Babenco, é o concorrente brasileiro a uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2004. O resultado foi divulgado por volta das 14h pelo Secretário para o Desenvolvimento das Artes Audiovisuais, Orlando Senna.

Desde a sua estréia no Brasil, em abril do ano passado, “Carandiru” já foi visto por quase 5 milhões de espectadores. O filme baseado no livro homônimo do médico Dráuzio Varela também foi exibido hors-concours no Festival de Cannes, em maio último. Na França, o filme de Babenco foi bem recebido pelo público, mas arrasado pela crítica especializada.

Depois da indicação do MinC, uma cópia de “Carandiru” será enviada à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Ela deverá ser assistida pelos membros da Academia até o fim do  ano, quando serão anunciados os cinco indicados à categoria de filmes estrangeiros.

‘Carandiru’ deve estrear nos EUA até o fim de dezembro – As inscrições de filmes indicados a indicados a Melhor Filme Estrangeiro podem ser feitas até 1º de outubro. O anúncio de todos os indicados ocorrerá em 27 de janeiro de 2004. “Carandiru” tem estréia prevista nos Estados Unidos para  dezembro. A cerimônia de entrega do 76º Oscar acontecerá em 29 de fevereiro de 2004, três semanas antes do usual, no final de março.

A seleção do brasileiro que seria indicado para disputar a vaga foi feita por uma comissão presidida por Orlando Senna, e formada por João Januário Guedes (PA), Adhemar Oliveira (SP), Ivana Bentes (RJ), Paulo Roberto Ribeiro (BA), Roberto Farias (RJ), Ismail Xavier (SP) e Monica Scmiedt (RS). “Carandiru” tinha como concorrentes “Desmundo”, de Alain Fresnot, “O homem que copiava”, de Jorge Furtado, “Deus é brasileiro”, de Cacá Diegues, “Lara”, de Ana Maria Magalhães, “Durval Discos”, de Ana Muylaert, “Dois perdidos numa noite suja”, de José Jofilly, “Capital do medo”, de Manoel Carlos, e “Caminho das nuvens”, de Vicente Amorim.