Foi com a proposta de mostrar o Município sob um novo olhar que os artistas plásticos Cléo Naua e Douglas Rodrigues criaram as obras da exposição ?Cascavel ? Visiones, Colores et Poesia". A mostra abre na Sala Verde da Biblioteca Pública na próxima quinta-feira (10), às 20 horas, e tem como um detalhe muito especial as poesias de Rejane Martins Pires e Márcio Couto, inspiradas nas próprias telas.

Surgida através da discussão entre Cléo e Rodrigues, a mostra apresenta um ângulo inédito. Segundo eles, estas obras possuem um olhar poético, quase nostálgico. ?A exposição destaca a vitalidade da cidade, sua transformação e cultura. A arte está bem representada nos temas que escolhemos, aí surgiu a vontade de dividir esta visão com todos?, explicam os pintores.

Apesar de ter o mesmo tema, as obras têm técnicas diferentes. Cléo exibe pinturas em óleo enquanto Rodrigues, telas em acrílico. ?O resultado dessa união é o que vamos mostrar na exposição. O trabalho ficou intenso, expressivo?, diz Rodrigues. Nos trabalhos, os artistas retratam o que antes foi capturado pelas lentes da fotógrafa Salete Bramatti. ?Quando vi as fotos de Salete, tive certeza que esse seria o tema. A partir disso, Douglas embarcou na idéia. Sem a colaboração dele, a exposição não teria o mesmo brilho?, completa Cléo.

De acordo com ela, a mostra foi batizada com um nome em latim por ser a origem das demais línguas latinas. ?Eu e Douglas gostamos muito do latim por ser uma língua primitiva, uma fonte. É uma língua poética e forte. Acreditamos que o título em latim tem tudo a ver com a união das fotos e das poesias com nossa visão da cidade?, conclui.

Os artistas

Cléo Naua é professora de pintura a óleo sobre tela e mosaico no Espaço Cultural Artes Hobby e se considera ?uma viciada em transmitir e expressar emoções através da pintura?. Começou seu trabalho ainda criança com experiências em argila, se servindo da pintura algum tempo depois. ?Sempre tive um grande fascínio pela magia que envolve os artistas e pela capacidade que têm em olhar uma imagem e já verem um resultado artístico em suas mentes, fazendo o trabalho se tornar um desafio?, diz.

A pintora explica que, quando o resultado do trabalho é satisfatório, as obras são vistas por ela como um filho que acaba de nascer. ?Foram estas sensações que me trouxeram ao caminho das artes?, ressalta. Cléo usa a técnica óleo sobre tela em quase todas as suas obras, com exceções de alguns poucos trabalhos em acrílico e aquarela. Ela também é bailarina e atriz, contudo, gosta de variar suas experiências de forma contínua.

Douglas Rodrigues é formado em Artes pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Pelotas (RS) em 1966, e relata que deu continuidade a seu trabalho por vocação. Há cerca de 15 anos desenvolveu a técnica usada atualmente e ministra aulas de desenho e pintura desde 1997. Ele e Cléo se conheceram acidentalmente no final do ano passado. ?Nossa sincronia é muito boa e isso permite que nossos projetos aconteçam?, conclui.

Para o secretário da Cultura, Julio Cesar Fernandes, o trabalho trata-se de obras da mais alta qualidade. ?Esta mescla de artes visuais com a literatura, através da poesia, cria um encanto todo especial?. Ao todo, 15 obras estarão em exibição até o dia 30 de maio, com visitação de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas. A realização é da Prefeitura de Cascavel através da Secretaria da Cultura. Mais informações pelos telefones (45) 2101-5454 e 9121 0797, com Cléo.

Serviço:
Exposição ?Cascavel ? Visiones, Colores et Poesia?
Sala Verde da Biblioteca Pública
De 10 a 30 de maio
Abertura às 20 horas
Visitação de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas
Informações: (45) 2101-5454 ou 9121 0797, com Cléo.