Brasília – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara reúne-se às 14 horas no plenário 1 da Casa. Um dos itens da pauta é o recurso do deputado Wanderval Santos (PL-SP) contra a decisão do Conselho de Ética que aprovou o pedido de cassação do seu mandato. Ele alega que teve o direito de defesa prejudicado. A relatora da matéria é a deputada Denise Frossard (PPS-RJ).

Wanderval Santos foi citado no relatório preliminar conjunto das comissões parlamentares mistas de Inquérito dos Correios e da Compra de Votos (já encerrada) como beneficiário de recursos repassados pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza. O publicitário mineiro é apontado como um dos operadores do suposto esquema de compra de votos de parlamentares da base aliada.