Uma boa notícia para os curitibanos: a cidade teve a sexta maior redução no preço da cesta básica em julho entre 20 capitais do Brasil. Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Curitiba registrou redução de 5,12% no preços dos produtos. Porém, de acordo com o mesmo ranking, a cidade tem o sexto maior preço de cesta básica entre as capitais: R$ 391,32.

Conforme os dados divulgados nesta segunda-feira (6), as maiores quedas ocorreram em Cuiabá (-8,67%), São Luís (-6,14%), Brasília (-5,49%), Belém (-5,38%) e Rio de Janeiro (-5,32%). Logo após, está Curitiba. Apenas uma capital registrou alta nos preços – Goiânia (0,16%).

Conforme o levantamento, entre junho de 2017 e julho de 2018, nacionalmente os aumentos mais significativos de preços foram no leite integral, na farinha de trigo, no pão francês e no arroz agulhinha. A farinha de trigo foi o único insumo com alta em todas as capitais. Em Curitiba, o reajuste do produto foi o terceiro maior no país, com 13,16%.

As principais reduções foram observadas no tomate, na batata, banana e na carne bovina de primeira. O preço do tomate caiu em todas as cidades (entre -51,02% e -29,45%), e o da batata variou entre -40,76% e -4,03%, em todas as cidades onde foi feita a pesquisa (região centro-sul). A banana ficou mais barata em 19 capitais, com valor médio oscilando entre -14,52% e -0,48%. O quilo da carne bovina de primeira caiu em 15 capitais, variando de -4,88% a 0,42%.

Na contramão

Se Curitiba foi a sexta capital com maior queda percentual no valor da cesta básica, é também a quarta no ranking se considerada a variação do valor desde o começo de 2018. Desde janeiro, a cesta básica subiu 4,37% na capital paranaense, sendo que a variação nos últimos 12 meses é a sexta menor entre as 20 cidades pesquisadas – queda de -1,92%. Além disso, a cesta básica curitibana é a sexta maior em preço, custando R$ 391,32. Apenas São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Florianópolis e Vitória superam a capital paranaense.

Cidades

A pesquisa foi feita em 20 cidades das cinco regiões brasileiras. Além de Curitiba, foram pesquisados preços em Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Rapaz morre nos braços do pai após ser baleado ‘por engano’, segundo seu relato