Na primeira entrevista coletiva depois de sua vitória, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, reeleito no domingo, afirmou que logo depois de retornar da viagem que inicia hoje ao Brasil, à Bolívia e à Argentina vai instalar uma comissão presidencial para definir as propostas de reforma da Constituição de 1999. O projeto de reforma passará primeiro por um debate na Assembléia Nacional e, de acordo com o presidente venezuelano, ‘será submetido a um referendo nacional já no ano que vem’.

‘Ninguém vai me tirar deste caminho para o socialismo, ainda mais agora com esses 7 milhões de votos’, disse Chávez. Segundo ele, representantes da oposição serão convidados para integrar a comissão. Durante a campanha eleitoral, Chávez ameaçou reformar a Carta para remover o artigo que limita a reeleição presidencial a uma única vez e tornar mais rígida a regulamentação sobre os meios de comunicação.