O chefe de gabinete do ministro da Fazenda, Juscelino Dourado, presta esclarecimentos aos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos, às 11h30, no Senado (sala 3 da Ala Alexandre Costa). O depoimento estava previsto para ontem (30), mas foi adiado pelo presidente da comissão, senador Efraim Morais (PFL-PB), por causa do início da Ordem do Dia no plenário do Senado.

O nome de Dourado foi citado na semana passada por Rogério Buratti durante depoimento à CPI. Advogado e ex-assessor da Prefeitura de Ribeirão Preto, Buratti disse que conversou várias vezes por telefone com Dourado entre 2003 e 2004. A CPI dos bingos, instalada em 29 de junho desse ano, investiga as casas de bingo no país e a relação delas com a lavagem de dinheiro e o crime organizado.