A chuva intensa de ontem (21) na capital pernambucana e região metropolitana provocou alagamentos nas ruas, casas e estabelecimentos comerciais. Foram registradas também quedas de árvores, transbordamento de canais e acidentes de trânsito.

Na cidade de Escada, na zona da Mata Sul, a 60 km do Recife, a queda de um muro de arrimo destruiu uma casa, causando a morte da aposentada Laura Maria, de 72 anos e do filho dela, Antônio Martins, de 52 anos, que ficaram soterrados. Outro filho, José Martins, conseguiu escapar sem ferimentos, pulando pela janela da residência ao perceber o perigo.

A Comissão de Defesa Civil interditou quatro imóveis da comunidade, que corriam risco de desmoronar. Somente ontem, foram registradas mais de 300 ocorrências na capital, incluindo 19 deslizamentos de barreiras, sem vítimas.

A coordenadora da Defesa Civil do Recife, Nina Macário, assegurou que equipes estão de plantão permanente para ajudar a população das áreas de risco, em caso de emergência. O Instituto Nacional de Meteorologia alerta que chuvas, de moderadas a fortes, vão continuar caindo em Pernambuco até o domingo, intercaladas com períodos de sol.