A assessoria de imprensa de Daniella Cicarelli desmentiu nesta quinta-feira que a apresentadora tenha assinado contrato nupcial com Ronaldo pelo qual teria direito a ? 4,5 milhões em caso de separação. De acordo com a assessoria, a união matrinonial entre Ronaldo e Cicarelli foi realizada "puramente à base de confiança" e que "nenhum deles vai se beneficiar com qualquer divisão de bens ou acordo financeiro".

O anúncio da separação foi feito na quarta-feira, três meses depois de um polêmico casamento num castelo na França, que custou perto de R$ 2,2 milhões. Também em um comunicado oficial, o casal informou sobre o fim do compromisso, mas não explicou os motivos. "O jogador Ronaldo e a apresentadora Daniella Cicarelli informam oficialmente que estão se separando, e reservam-se o direito de não dar maiores detalhes sobre o episódio", dizia a nota.

Ronaldo e Cicarelli começaram a namorar no início de junho do ano passado e casaram-se no dia 14 de fevereiro no Castelo de Chantilly, na França, numa cerimônia que teve um pouco de pompa e muito de falta de educação. A modelo Caroline Bittencourt – ex-rival da noiva – foi expulsa da cerimônia por não ter sido convidada, naquele que se transformou no principal episódio da festa.

O casamento não chegou a ser oficializado. O casal aguardava a separação de Milene Domingues, mãe do único filho de Ronaldo. Cicarelli chegou a engravidar, mas no último dia 26 sofreu um aborto espontâneo.

Cicarelli já está no Brasil. Na tarde desta quinta-feira ela tem uma reunião agendada na MTV, onde trabalha, para discutir detalhes de um novo programa.

Veja a nota oficial:

"O jogador Ronaldo e a apresentadora Daniella Cicarelli esclarecem que a união matrimonial não foi realizada sob contrato nupcial, mas puramente à base de confiança, e que com a separação, ambos não se beneficiam com qualquer divisão de bens ou acordo financeiro".