A segunda edição da Corrida de Revezamento do Circuito das Nascentes do Rio Iguaçu será realizada no dia 16 de setembro e, neste ano, vai contar com mais um município – Campina Grande do Sul – ampliando o percurso para 88 quilômetros, quatro quilômetros a mais do que no ano passado. Agora serão sete municípios envolvidos na prova.

"Com o sucesso da primeira edição, a Prefeitura de Campina Grande do Sul solicitou a inclusão do seu município na prova, que passará a ter cerca de 88 quilômetros", explicou o secretário municipal de Assuntos Metropolitanos de Curitiba, Rui Hara, que junto com a Secretaria de Esporte e Lazer organiza o evento. "A expectativa para este ano é de um aumento considerável no número de participantes", afirmou.

A prefeita de Campina Grande do Sul, Nelise Cristiane Dalprá, lembrou que é no seu município que está localizada a nascente do rio Timbu, outro afluente do Rio Iguaçu. "Também temos importantes aspectos ecológicos a serem considerados. Nosso município possui um cenário atrativo para a corrida e para o turismo durante a realização do evento", disse a prefeita.

A primeira edição da corrida de revezamento, no ano passado, contou com a participação, além de Curitiba, de cinco municípios da região metropolitana: Piraquara, Quatro Barras, Colombo, Almirante Tamandaré e Campo Magro. Estão localizadas nesses municípios as nascentes dos rios Irai, Palmital, Barigui, Passaúna, Belém e Atuba, todos afluentes do rio Iguaçu.

Nesta primeira prova, 394 atletas de 64 equipes atravessaram cenários de áreas urbanas, sítios, fazendas, plantações de eucalipto e regiões de produção de calcário e hortifrutigranjeiros. Nos pontos de transição, onde a população se concentrou, as prefeituras montaram quiosques de divulgação de atrações turísticas, culturais e gastronômicas das cidades. A premiação aconteceu no Parque São Cristóvão, em Santa Felicidade.

A Corrida de Revezamento do Circuito das Nascentes do Rio Iguaçu já faz parte do calendário esportivo das cidades envolvidas. Está entre as maiores provas do sul do país junto com a Volta à Ilha de Florianópolis (155km) e a Volta à Ilha de São Francisco do Sul (90km).

O objetivo da Prefeitura de Curitiba é, além de promover a integração com os municípios vizinhos, transformar o evento na maior corrida de revezamento do país, incluindo no roteiro outros municípios que também fazem divisa com Curitiba.