A 58.ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), em Rondon, fechada no último dia 4 de fevereiro volta a atender a população nesta sexta-feira, por determinação do diretor-geral do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR), Marcelo Almeida. Nesta quinta-feira, os funcionários de Rondon já voltaram aos seus postos para prestar informações e orientações aos usuários.

A unidade havia sido fechada temporariamente em função da exoneração do chefe Jair Romão Venera e do afastamento do funcionário estatutário Antônio Francelim, envolvidos na prática de diversas irregularidades apuradas em ação conjunta do Detran, Polícia Militar, Polícia Civil e Ministério Público. Durante o período em que a 58.ª Ciretran esteve fechada, o atendimento à população de Rondon foi feito pela 26.ª Ciretran, em Cianorte, distante 40 km daquela cidade.

Fraudes

Entre as irregularidades praticadas pelos dois ex-funcionários da 58.ª Ciretran estão a legalização do registro de veículos sinistrados (salvados) e a facilitação da emissão da carteira de habilitação. A Polícia apreendeu comprovantes falsos de residência e processos com documentação incompleta nas residências dos dois funcionários, na sede da 58.ª Ciretran e na casa do ex-chefe do Posto de Atendimento de Indianópolis, Rubens Cassaro Catolino, que pertence à jurisdição de Rondon. As investigações em torno dos dois funcionários tiveram início em outubro do ano passado.