A exemplo do que ocorre em todo o setor sucroalcooleiro do Paraná, a Cocamar revisou para baixo a expectativa de produção de cana-de-açúcar na safra 2005/06. O volume caiu da previsão inicial de 800 mil toneladas para 741 mil.

Mesmo com a quebra, a quantidade a ser colhida ficará acima do montante registrado no ano passado (ciclo 2005/05), de 710 mil toneladas. A produção de álcool na destilaria da cooperativa, localizada no município de São Tomé, ficará em 60 milhões de litros.

No Paraná, a Alcopar, associação de produtores, está estimando uma safra de 27 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, bem abaixo das 29,5 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior, para as 27 usinas e destilarias do Estado. A quebra varia de uma região para outra no Estado, entre 5% e 20%.

No Brasil, especialistas anunciam que a safra brasileira do Centro-Sul deverá ficar entre 353 e 345 milhões de toneladas de cana. A produção de álcool poderá chegar a 15,31 bilhões de litros em 2005/06, 12,6% acima do mesmo período do ano passado. Calcula-se que a produção de açúcar chegará a 23,38 milhões de toneladas, 5,6% acima do ciclo anterior.