O projeto Coleta Seletiva Solidária na Esplanada dos Ministérios apresentará palestra no dia 22 de maio, em Brasília, para os funcionários dos Ministérios do Meio e da Cultura sobre o problema do lixo gerado durante a jornada de trabalho. O objetivo é promover o envolvimento direto dos servidores públicos federais, bem como dos terceirizados que trabalham na limpeza, no gerenciamento de seus resíduos. A palestra conta com o apoio da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), programa da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do MMA.

O Coleta Seletiva Solidária na Esplanada, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, está inserido na Política de Reaproveitamento de Resíduos com Inclusão Social, previsto no Comitê Interministerial da Inclusão dos Catadores de Lixo, criado em 2003 pelo governo federal. O projeto visa articular ações que promovam a geração de trabalho e renda e a segurança alimentar para os catadores de materiais recicláveis.

Em Brasília, a idéia do projeto é apoiar a implementação da coleta seletiva em todos os blocos da Esplanada dos Ministérios e destinar os materiais recicláveis para associações e cooperativas de catadores do Distrito Federal. É prevista a participação de sete cooperativas, beneficiando 1.650 famílias, totalizando cerca de nove mil famílias. No Ministério do Meio Ambiente a iniciativa vem sendo realizada por meio de parceria informal entre a A3P e a Cooperativa de Catadores de Lixo (Coortrap) do Distrito Federal, que prevê a doação do papel e do papelão descartados durante a jornada de trabalho.