Brasília ? As ações integradas de combate à violência nos estádios podem aumentar o número de torcedores nos jogos de futebol. A estimativa do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, é de que a média de público chegue a 50% da capacidade dos estádios, mais do que o dobro da média atual, de 20%.

"Seria espetacular", afirmou o ministro, hoje (23), em entrevista a emissoras de rádio da Radiobrás . Ainda pelos cálculos dele, o aumento de público resultaria em R$ 80 milhões a mais em receita de bilheteria nos campeonatos brasileiros. "Vamos mostrar como é possível ter paz nos estádios, integrando todos os atores que participam do evento de forma articulada."

O pacote de medidas para o combate à violência nos estádios foi entregue ontem (22) ao ministro pela comissão Paz no Esporte. Entre as ações previstas, está a instalação de um juizado dentro do estádio para que o infrator seja julgado e punido imediatamente.

Além disso, as torcidas organizadas serão identificadas e os torcedores, cadastrados, receberão um cartão de identificação. Segundo o ministro, os locais onde possa haver encontros de torcidas rivais serão monitorados por câmeras e agentes policiais. O projeto será testado em março na cidade de São Paulo e, a partir daí, aperfeiçoado e implantado no resto do país.