Brasília ? A relação comercial do Brasil com os países africanos Argélia, Benin, Botsuana e África do Sul movimentou quase US$ 5 bilhões em 2005, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Esses países serão visitados pelo presidente Lula nesta semana. O maior fluxo comercial se desenvolveu com a Argélia, primeiro país a ser visitado pela comitiva presidencial.

Localizada no norte da África, a Argélia exportou para o Brasil cerca de US$ 2,8 bilhões. O óleo bruto respondeu por mais de 83% das importações brasileiras, enquanto que naftas (matéria-prima usada na composição de outros combustíveis) para indústria petroquímica foram responsáveis por mais de 15%. Em contrapartida, os brasileiros exportaram US$ 384 milhões para os argelinos, em produtos como açúcar, carne e óleo de soja.

Outro grande intercâmbio comercial aconteceu com a África do Sul, mas, dessa vez, com a balança favorável aos brasileiros. O Brasil exportou, em 2005, US$ 1,3 bilhão em produtos como carne de frango, óleo de soja, autopeças e veículos. Já as importações brasileiras giraram em torno de US$ 341 milhões, principalmente em minérios como hulha, ferro e manganês.

Para Benin, as exportações chegaram a quase US$ 32 milhões, através principalmente da venda de produtos agrícolas e siderúrgicos. Para Botsuana, a venda de pneus e outros produtos alcançou US$ 2,1 milhões. As importações brasileiras originárias desses dois países não passaram de US$ 2 mil.