A Comissão de Ética do PT antecipou para sexta-feira a reunião que estava agendada para o domingo, para dar continuidade aos procedimentos referentes ao caso do ex-tesoureiro Delúbio Soares.

No encontro, a comissão ouvirá cinco das oito testemunhas indicadas por Delúbio no processo que não compareceram à oitiva do ex-tesoureiro realizada ontem.

O adiamento foi feito para adequar o encontro à agenda do novo tesoureiro, José Pimentel, e do secretário-geral do partido, Ricardo Berzoini, que também falarão à comissão para apresentar uma avaliação da situação do partido.

Segundo a assessoria de imprensa do PT, Berzoini e Pimentel serão os primeiros a serem ouvidos, a partir das 10h. Às 13h30, será iniciada a oitiva das cinco testemunhas. O PT não divulga nem confirma o nome das testemunhas mas, entre elas, está o preside nte estadual do PT em São Paulo, Paulo Frateschi, que informou, por meio de sua assessoria, que não compareceu ao encontro de ontem para participar da reunião da executiva nacional do partido.

O presidente do PT, Tarso Genro, também estará em São Paulo na sexta-feira, para um encontro com intelectuais. Os membros da executiva nacional do partido também foram convidados para participar da reunião.