Os benefícios recebidos por aposentados e pensionistas da Previdência Social precisam ter uma política específica de reajustes. A avaliação é do relator da Comissão Mista do Salário Mínimo, senador Paulo Paim (PT-RS). O parlamentar lembrou que os benefícios atingem um universo de 22 milhões de aposentados e pensionistas.

"Se pegarmos a lógica dos últimos 10 anos sem dar um reajuste diferenciado e isso se repetir, daqui para frente todos os aposentados brasileiros ganharão somente um salário mínimo no fim de mais de oito a dez anos. Temos que ter uma política, também, de recuperação dos benefícios dos aposentados e pensionistas", defendeu Paim.

Para o parlamentar, esse deve ser um dos assuntos da Comissão que durante todo o ano vai analisar propostas para a definição de uma política permanente de reajuste do salário mínimo. Além de representantes de centrais sindicais, de confederações e dos ministérios do Planejamento, Fazenda, Previdência e Trabalho, a comissão vai ouvir prefeitos e governadores.